Aquele lugar mágico | Ceada

Este fim de semana, apesar do cansaço, apesar de mil coisas a fervilhar na minha cabeça, apesar de estar em luta com a minha agenda e o meu tempo, apesar de tudo o que me tem “roubado” a capacidade de respirar fundo, consegui "parar" por 1 dia e meio e dedicar-me a uma das minhas maiores paixões, naquele que é para mim um dos meus lugares encantados.

Ceada
E nada aqui neste lugar faria sentido, se não pertencesse ao Movimento que pertenço, e por isso quando nestes dias digo que vou para ali, nem sempre todos compreendem, eu percebo!
É verdade que parece que o corpo não vai responder e que a mente não vai descansar, mas sim é por eles que sinto que vale a pena continuar [*a “trabalhar sem procurar descanso”]


A minha Alcateia de Xer-Cane

Sem comentários