Quanto valem as palavras?

A palavra que escreves…
A palavra que deixas sair com um sorriso…
A palavra que vem do coração…
A palavra magoada e ressentida…
A palavra escondida por entre as lágrimas…


Quanto valem as palavras?

Há algumas que não sei quantificar, saem de mim sem pensar nelas e no impacto que têm.
Mas há palavras que saem de mim e que valem tanto quanto a minha vida… A maior dessas palavras, é a palavra do compromisso, aquela palavra que penso e repenso porque não é igual às outras, esta não pode falhar!
Essa palavra sim, é a que diz de que somos feitos e é a forma como cumprimos com essa palavra que mostra quais os valores que defendemos.

Infelizmente e por circunstâncias mais variadas às vezes não consegues ou não podes cumprir, [*acontece, não conseguimos controlar tudo na vida], mas o que te faz diferente não é deixares morrer a tua palavra, é teres a humildade de reconhecer perante ti e os outros que não é possível cumprir com a tua palavra e contares a história do porquê…

Tem em mente: honra sempre a tua palavra e os teus compromissos, e se não for possível, assume simplesmente [*junto de quem de direito] que não é possível!



Sem comentários