Pára... Ouve... Sente...

Ontem ao final da tarde foi assim:

"Fecho os olhos e deixo-me ficar...
Oiço o avião que passa no céu mesmo em cima de mim, o comboio sobre os carris que passa debaixo da ponte que atravesso, oiço carros e mais carros com pressa de chegar, oiço o som da faixa central da 25 de Abril lotada a esta hora Não oiço o rio mas sinto o cheiro a maresia... Oiço, sinto e deixo-me ficar... Afinal é assim que deve ser de vez em quando, hoje foi assim e tudo porque fiz uma coisa simples... Parei no atropelo do meu dia, deixei-me ficar ali no meio da confusão, só a ouvir e a sentir!"



Sem comentários