No rescaldo das eleições

Depois do dia de ontem e enquanto se aguarda por uma decisão do nosso Presidente da República quanto ao futuro que esta nação tanto precisa, deixo apenas duas notas:

1 - Lamentavelmente existem quatro milhões, sessenta e cinco mil, duzentos e oitenta e oito portugueses (4.065.288) ou seja, 43,07% da população com capacidade de decisão, que mais uma vez decidiu deixar de expressar a sua vontade, fosse ela qual fosse.


2 - É por vídeos como este que se percebe porque é que a abstenção contínua a ser tão elevada e porque é que tantos têm total desinteresse no futuro [*apesar de serem depois talvez os primeiros a criticar e talvez quem sabe até foram eles os primeiros que ontem nas redes sociais choraram ou não os resultados alcançados de forma democrática com os votos de quem foi até às urnas].

Diz-se que temos falta de literacia financeira, se calhar também é tempo de investir em literacia política, não deixa de ser lamentável ver as respostas que foram dadas a estas questões.



Sem comentários