Liberdade... Para que te quero!


Depois das férias, a semana que passou foi a mil, e de repente dei por mim já sem todo aquele estado zen que trazia comigo.
Por sorte o calendário trouxe mais um dia para recuperar, mas ontem à noite dei por mim a pensar:


"Recuperar como?!"
Deitei-me agarrada a um post-it, que rapidamente preenchi com uma lista infindável de tarefas e foi assim, que adormeci com o pensamento que neste dia da Liberdade, precisava de mais 24 horas para conseguir respirar, aliás deitei-me a pensar sobre a liberdade que precisava para mim, sobre o que faria eu com toda essa liberdade, enfim, o pensamento focou-se na necessidade que tenho de ser livre e, de preferência rica na conta bancária para não ter de viver agarrada ao dia-a-dia que nos é imposto, acredito que como eu haja tanta gente a pensar o mesmo... Eu só queria ser livre para ter todo o tempo do mundo para mim, para os meus, e para fazer mais, mas muito mais, daquilo que me faz feliz!



Sem comentários