Desistir é ou não coisa de fracos?!

[ler a ouvir: M83 | Do it, Try it ]

A resposta mais rápida e imediata seria, SIM

No entanto, depois de ler, "O Ponto Morto" de Seth Godin, a minha ideia sobre "Desistir" foi em muito alterada.
Desistir não é errado desde que saibamos tomar a decisão certa no momento certo. Se pensarmos bem, existem pontos mortos e becos sem saída onde muitas vezes nos deixamos ficar a marinar na esperança de que, um dia quem sabe, consigamos passar para o outro lado. Só que às vezes, sabemos de antemão, que não vamos ser capazes de o fazer, mas ainda assim insistimos, insistimos, deixamos o tempo correr, até que tomamos a decisão que já tínhamos como certa mas não queríamos reconhecer, só porque não quisemos dar a parte fraca, e é então que desistimos.
Por isso a verdadeira ciência, está simplesmente em compreender se estamos no momento certo para persistir ou para desistir!
O livro é pequeno, lesse num piscar de olhos, mas estou certa que a mensagem irá ficar gravada em ti, da mesma forma que se gravou em mim.

"Desista!
Por vezes, não há problema em desistir.
Na realidade, é bom desistir com frequência.
Deve desistir, e está num caminho sem saída. Deve desistir se o projecto em que está a trabalhar tem um Ponto Morto que não vale o prémio final. Desistir dos projectos que não vão a lado nenhum é essencial para se manter firme naqueles que são certos. Você não tem tempo, a paixão ou os recursos para ser o melhor do mundo, em ambos."


Sem comentários