Gustavo Zerbino | uma lenda viva

[ler a ouvir: Avicii | Wake Me Up]

A verdade é que na maioria das vezes somos uns privilegiados e não damos conta, vivemos num mundo de oportunidades onde somos donos do nosso querer e que não sabemos reconhecer tal como uma dádiva.

Num evento da empresa tive a oportunidade de ouvir uma palestra fantástica, com uma mensagem muito forte, dada por Gustavo Zerbino, um dos 16 sobreviventes do desastre aéreo, de 1972 nos Andes, que vitimou uma equipa de rugby, as suas famílias, amigos e associados.

O Gustavo não falou nada que já não soubesse, não disse nada que nunca tivesse lido ou ouvido, mas falou alto aquilo que precisamos ouvir, para que por vezes haja um clique interior
A palestra começou com algo que repito vezes sem conta: o passado já lá vai, o futuro ainda não aconteceu, por isso concentra-te em viver apenas no presente. A história do Gustavo e dos seus companheiros, que serve de base a esta palestra, por si só já é uma história com um peso enorme, pois trata-se de uma história de sobrevivência, mas acima de tudo, é uma história de superação, de confiança, de fé, de coragem para enfrentar o desconhecido e nunca desistir. O Gustavo falou-nos, e com verdade, que os grandes actos são cometidos por amor e sentido de serviço, são eles que nos levam a não temer, são eles que nos fazem resistir na adversidade, são eles que nos tornam mais fortes mesmo quando pensamos que atingimos o limite das nossas forças, e foi nesse amor e solidariedade que os 16 conseguiram sobreviver.
Ali com o Gustavo à minha frente, uma lenda viva, um sobrevivente, um homem de coragem, senti-me pequenina, muito pequenina, pois às vezes faço tão grandes os problemas que não existem de verdade e sinto que suspendo a minha vida quando apenas a devia enfrentar. Foi sem dúvida uma lição.


Se quiserem saber um pouco mais sobre o que o Gustavo falou na palestra leiam aqui 

Se tiverem curiosidade em saber como tudo aconteceu, vejam o filme Alive (1993) ou Vivos (na versão portuguesa)


Sem comentários