Dream Big... Destination: Bali

[♥] sonhei, acreditei e vivi cada um dos momentos no presente [♥]
[Ler a ouvir: John Butler - Ocean]

É incrível como ainda não escrevi sobre A VIAGEM de 2017, não pensem que a quero guardar só para mim, porque na realidade já perdi a conta às tantas vezes que já a partilhei. O destino foi Bali e para um primeiro post fica apenas a informação genérica para quem está a começar a pensar nisto... a sério!

[♥] Como tudo aconteceu
Acordei no dia 13 de janeiro de 2017 com a certeza de que queria ir a Bali nesse ano. Sei-o porque o escrevi, sei-o porque fui dizendo desde essa altura que era a viagem, sei-o porque não parei de ler e pesquisar sobre este destino. [ Por isso, se um dia qualquer na vossa vida acordarem com a certeza de que querem ir a algum sítio, acreditem, porque vai acontecer]
Mas no entretanto, em boa verdade, nada aconteceu, planos de férias eram coisa que não existia até que no dia 1 de junho recebi um whatsapp e a conversa foi textualmente esta:
Ela: Quando vais ter férias? Vamos fazer uma viagem?
Eu: Quero ir a Bali, este ano já tinha metido na cabeça que ia, mas se calhar só em setembro/outubro
Ela: Eu também quero ou queres ir sozinha?
Eu: Vou melhor se for acompanhada claro
E foi assim que 3 meses depois estávamos a caminho da ilha, com uma terceira companheira de viagem, e com um vulcão prestes a entrar em erupção (segundo constava)!

[♥] A viagem
Tínhamos apenas um requisito, que os voos fossem por uma única companhia aérea para evitar o stress caso perdêssemos o avião. Assim, ficámos com duas hipóteses, KLM e Emirates. Optámos pela primeira, o voo era mais em conta e a escala à ida era de 10h mas em Amesterdão, o que permitia ainda uma visita à cidade e a escala na volta era muito curta, por isso compensava, ainda que tivéssemos de fazer paragem técnica em Singapura. Já o voo da Emirates fazia escalas de 9h no Dubai, mas durante a noite, tanto para lá como para cá e por isso não se tornava interessante.

[♥] Onde dormir
Este ponto foi mais uma novidade para mim. Habituada a planear ao milímetro cada viagem, arrisquei sair de Portugal apenas com as duas primeiras noites marcadas em Ubud, esta liberdade é possível porque o que não falta em Bali são ofertas de alojamento, por isso tivemos no Booking o nosso melhor amigo, e na véspera de mudarmos de sítio à noite pesquisávamos onde dormir no dia a seguir. O preço é muito variado com opções para todos os bolsos, mas digamos que entre os 10-15euros/pax se dormem em sítios acolhedores com boas casas de banho, ar condicionado, piscina, pequeno almoço e wi-fi. Nós decidimos ir aumentando a fasquia à medida que o tempo foi passando até porque começamos numa das zonas mais em conta de Bali, Ubud, e fomos terminar numa das mais caras, Canggu.

[♥] Como andar de um lado para o outro
Pois bem, aconselho todas as pessoas a aprender a andar de mota antes de ir. Nenhuma das 3 sabia andar de mota, e isso foi claramente uma desvantagem, porque quando estamos num mesmo sítio a mota dá uma liberdade incrível e um ganho de tempo que nem fazem ideia. Nós levávamos de Portugal um contacto de um motorista que foi quem nos acompanhou na parte mais turística da viagem e teve uma vantagem, ele levou-nos aos sítios e tratava de tudo, claro que o serviço era ligeiramente mais caro, mas numa viagem deste tipo, tempo é dinheiro e saber por onde andar ajuda muito. No entanto, caso optem pelas motas ou por carro com motorista, o truque, aliás como em toda a ilha, é negociar.
Em Bali existe ainda a Uber, a Gojek e a Bluebird, mas tal como em Portugal, os taxistas perseguem estas empresas.

[♥] O roteiro
Em traços gerais, saímos de Portugal com a vontade de percorrer o máximo que conseguíssemos da ilha, alguns destinos eram obrigatórios, outros não estavam bem no roteiro, mas assim que chegamos a Bali percebemos que o ritmo era outro, alguma coisa nos obrigava a abrandar e a usufruir dos locais sem a sofreguidão com que tínhamos partido, e por isso os planos deixaram de ser planos e os dias passaram a ser decididos consoante a vontade do momento. E foi assim que começamos em Ubud, fomos em seguida para Gili Trawagan e depois permanecemos em Canggu.

Alguém com planos para este destino, ou com partilhas a fazer?!

Sem comentários