Ao fundo ouve-se o mar



Sabes, era disto que tinha saudades... de deitar a cabeça na almofada e deixar-me embalar pelo som das ondas, aquele vai e vem e o rebentar na areia.
A noite está quente, demasiado quente e sinto como se estivesse a adormecer na praia, com a água quase a tocar-me nos pés, mas não, estou aqui no quarto enquanto ouço o mar lá fora. Deixo-me ficar, deixo-me embalar, não sei porque, mas quase que tenho a certeza que vou sonhar contigo, as memórias balançam por aqui e o coração aperta-se com as saudades, vou sonhar contigo, sei-o antes de fechar os olhos, porque não consigo pensar em mais nada, vou sonhar contigo, porque sei-te de volta para o pé de mim, vou sonhar contigo e, sinto os olhos a fechar enquanto o mar vai e vem, imagino-me na areia, os olhos a arder com o sal e a cerrar para te ver melhor, vejo-te e continuo a ter a certeza que vou sonhar contigo, não fujas, espero por ti quando o mar me embalar, os olhos fecharem e os sonhos começarem a surgir.
Espero-te, até já!


Sem comentários